sexta-feira, janeiro 11

Eu não dava para político

Simplesmente por uma razão: não resistia em mandar muito político a sítios feios!
Temos o exemplo do novo aeroporto. Era para ser na Ota. Mas devido a novos estudos, chegou-se à conclusão que a melhor opção é em Alcochete. Dito de outra forma, a soma das vantagens de fazer o aeroporto na margem sul, é maior comparativamente a fazer no Oeste. Isto segundo os estudos. Logo, é lógico a mudança de opinião de quem tem poder para decidir tal assunto. Certo? Certo. Qual é o problema? Os políticos (neste caso concreto da oposição). Todos contestavam a Ota e agora de repente, mesmo tomada (supostamente) a melhor decisão, têm que encontrar argumentos que contrarie essa mesma deliberação. É ou não é de um gajo ficar "irritado"? E para aumentar essa irritação, ouve-se sempre um tótó político a elogiar o seu parceiro partidário, dizendo "Muito bem". Hão-de reparar quando existe discussões no parlamento e ouve-se um "Muito bem". É a gota de água...

3 Bitaites:

Absinto disse...

ó colega sou da opinião que neste pais faz falta uma ETA. Quando aqueles maricas fizerem merdas tipo essas rebenta-se uma bomba no parlamento. Mas de noite para não haver mt cocó deles espalhado. Ou isso ou num carro deles. Temos de ser extremistas.

vsuzano disse...

politicos???? daaahhhhh....os politicos são como as moscas...voam muito, são muitos e andam sempre em cima da "merda"....

abraço

a voz da consciencia disse...

uns ganham o dinheiro a fazer estudos e produzir enquanto outros enriquecem com as suas opinioes tótos.
São uns tristes, que seriam deles sem os que trabalham???